05 Fevereiro de 2018

Ausência de chuva pode prejudicar safras no RS

Após uma semana de chuvas quase que ininterruptas sobre o Mato Grosso, que causou paralisações nos trabalhos de colheita, plantio e tratos culturais, bem como diversos prejuízos a algumas lavouras estradas, a segunda-feira fica com tempo mais aberto e sem previsão para chuvas generalizadas . Apenas, devido aos altos índices de umidade na atmosfera, há previsão de pancadas de chuvas, principalmente no período da tarde e noite. Com isso, muitos produtores conseguirão ir a campo e realizar todos os trabalhos necessários.

 

Tendência
Ao longo desta semana, as condições continuarão sendo para chuvas quase que diárias , porém, sempre na forma de pancadas , como vinha ocorrendo no começa da semana passada. Isso porque os corredores de umidade ainda estarão voltados para a parte norte do Brasil. Mas diferentemente dos últimos quatro dias, esta semana, apesar da previsão de chuva, os trabalhos de colheita, plantio e pulverizações irão transcorrer . Segundo relatos de diversos produtores, não se pode dizer que essas chuvas causaram perdas na produtividade e/ou qualidade na soja, mas é fato que esse novo período bastante chuvoso irá beneficiar, e muito, um aumento nos números de focos de doenças .


Esse padrão meteorológico deverá ser observado ao longo de todo o mês de fevereiro, ou seja, haverá previsão de chuvas quase que diárias sobre o Mato Grosso, Rondônia e Goiás, porém, sempre na forma de pancadas. Entretanto, não se pode descartar que eventualmente, haverá um período de chuvas mais regulares e intermitentes , devido à passagem de frentes frias. Mas como vem sendo previsto, não há mais indícios de que venham ocorrer longos períodos de invernadas e muito menos de veranico ao longo do mês.

Já em Minas Gerais e em todo o Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia e Pará, a semana ainda será marcada por chuvas diárias e em bons volumes , mantendo as condições bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, apesar do tempo mais nublado e úmido. E como há previsão de chuva dentro da média para todo o mês de fevereiro, as condições se manterão bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Os produtores conseguirão realizar todos os trabalhos de campo , bem como as plantas encontrarão excelentes condições ao seu desenvolvimento. Não há nenhum indicio de que venham ocorrer novos períodos de estiagem prolongados, como ocorreu na segunda quinzena de janeiro. Assim, a perspectiva para uma nova boa safra se caminha para a sua confirmação.

No Sul, apesar da semana começar com tempo aberto e sem previsão para chuvas , elas devem retornar até o final da semana devido a passagem de uma nova frente fria pela região Sul do País. Assim, os níveis de umidade do solo irão se elevar, conferindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras , que ainda estão em fase de granação. Além disso, os produtores conseguirão ir a campo e realizar todos os trabalhos necessários para terem plena produtividade em suas lavouras. O mês de fevereiro deve ter chuvas regulares e em bons volumes , sem que venham ocorrer longos períodos de invernadas que possam trazer prejuízos aos produtores.

O grande problema desta safra será para as regiões da Campanha e Fronteira Sul no Rio Grande do Sul, que continuarão tendo poucos períodos de chuva e, quando ocorrerem, os volumes serão baixos. Mesmo assim, não se pode dizer que as quebras serão gigantescas , apenas não terão o mesmo teto produtivo das últimas safras. A perspectiva para essa safra é que venha ocorrer médias de produtividade dentro dos patamares históricos dessas regiões, com exceção apenas para a cultura do arroz , que ainda encontra boas condições ao seu desenvolvimento.

Nas demais regiões do Rio Grande do Sul, onde se concentra a maior produção agrícola do Estado e em Santa Catarina e Paraná, bem como na metade sul do Mato Grosso do Sul, a previsão é de bons volumes de chuva já partir de meados dessa semana, mantendo assim esse padrão meteorológico até o final do mês. Porém, as chuvas que estão sendo previstas serão muito mais na forma de pancadas do que propriamente invernadas . E, desse modo, os produtores conseguirão ir a campo e realizar os devidos tratos culturais , bem como realizarem os trabalhos de colheita e plantio , conferindo boas perspectivas de produtividade e consequentemente de produção.

Em São Paulo, sul e triângulo mineiro, continuam as previsões para pancadas de chuva ao longo não só dessa semana, mas durante todo o mês de fevereiro, possibilitando uma manutenção da umidade do solo e garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras. Como não há nenhum indicativo de que venham ocorrer longos períodos de invernadas e as condições se manterão bastante favoráveis à realização de todos os trabalhos de campo, como colheita, plantio e tratos culturais.

 

Fonte: Terra

Clique para ampliar